Tutorial: porta-copos retrô

Há algum tempo atrás, durante uma viagem que fiz a Pedreira, comprei alguns artigos de MDF pra pintar e a ideia de fazer um porta-copos da Coca-Cola surgiu quando me deparei com alguns artigos retrô em uma loja da cidade... Eu já havia postado o mesmo tutorial no meu blog antigo mas acredito que faça mais sucesso por aqui! heheh

Material:
- Kit porta-copos de madeira/MDF
- Pincel de cerdas macias
- Tinta para artesanato vermelha
- Fotos de anúncios da Coca-Cola
- Laca Brilhante solúvel em água (ou papel Contact)
- Lixa lavável
- Cola Cascorez

Antes de qualquer coisa: escolha as fotos! Aqui tem várias mas o amigão Google pode ajudar também. O ideal é que as fotos sigam o tamanho do porta-copos: como os que eu comprei são quadrados, recortei todas no Photoscape (medida 5:5) e depois ajeitei o tamanho no Word.
Se os porta-copos forem redondos, depois de recortar no Photoscape é só adicionar uma moldura redonda no PhotoFiltre que deixa as bordas brancas!

Quando eu fiz os porta-copos usei papel Contact porque era o que eu tinha e que eu achei que fosse dar certo... mas agora eu conheci a Laca Brilhante solúvel em água e acredito que seja melhor ainda porque ela serve para impermeabilizar e dar proteção. Além disso, a laca consegue alcançar os cantinhos que o Contact não alcança, impedindo que qualquer gota de água borre seu trabalho! Se preferir usar o papel Contact, depois de recortar as imagens, cubra-as com ele. Se usar a Laca, o ideal é que ela seja aplicada depois que a imagem já estiver colada nos porta-copos.

Assim que as fotos já estiverem prontas, comece a pintar! Em um blog vi uma dica para usar Base Acrílica antes de pintar mas eu, particularmente, não senti muita diferença na hora de espalhar a tinta. De qualquer forma, uma base branca sempre ajuda a avivar a cor! Você pode pintar de duas maneiras diferentes: passando algumas camadas de branco e poucas de vermelho ou passando várias de vermelho, até chegar na cor ideal. Se escolher passar todas de vermelho, acredito que 3 camadas seja o suficiente. Onde as fotos serão coladas, não é necessário passar tinta... mas se quiser, um branquinho pode ajudar!

Na época eu usei a Tinta Acrílica Brilhante da Acrilex mas não gostei muito de pintar com ela. As últimas caixinhas que pintei usei a Tinta Fosca para Artesanato, também da Acrilex, e eu prefiro pintar com tinta fosca... E também achei a tinta grossa demais pra pintar, então as vezes eu diluo num pouquinho (bem inho mesmo) de água só o que eu vou usar. Além disso, lixar ao terminar faz bem porque deixa a pintura super lisinha!

Assim que a tinta estiver seca e tudo devidamente lixado, é hora de colar as fotos! Espalhe a cola com um pincel e cole as imagens. Se você escolheu usar a laca, agora é a hora: aplique uma farta camada com um pincel de cerdas macias e espere secar até passar a próxima camada. 3 camadas é o ideal pra ficar beeeeem brilhoso!

Depois que a laca secar, seu porta-copos está pronto pra colorir sua cozinha! Na época, eu gastei só R$8,50 com os materiais (6 reais do kit porta-copos e 2,50 da tinta), mas se você for usar a laca, tinta branca e base acrílica, os custos sobem um pouco mais mas vale a pena!

Além da Coca-Cola, os porta-copos podem ser estampados com fotos pin-up, anúncios, vintage patterns, cartazes de filmes...

Peço desculpas por tantos "eu acho", mas é que daqueles tempos pra cá eu aprendi mais alguns truques e conheci mais alguns produtos que podem ser melhores pra fazer o porta-copos então tive que adaptar.. heheh

Espero que gostem ♥
Beijãooo e até a próxima!

Vintage Tag: 5 divas vintage/retrô


Essa é a primeira de uma série de tags que nós, do grupo Vintage & Retrô Bloggers, criamos! A de hoje foi sugerida pela Jell Mariane, do blog Urbano e Retrô, e nela devemos falar um pouquinho sobre nossas divas e o que gostaríamos de adotar pra nossa vida.

Bettie Page
Ela foi super ousada pra época, tanto pelas roupas que usava quanto pelas fotos em que fora modelo. Bettie costurava seus próprios biquínis, inclusive sua tanga clássica de oncinha. Outra coisa que chama muito a atenção nela é a facilidade que tem em usar saltos: ela anda livre, como se estivesse descalça. Sua marca registrada, sem dúvidas, é a franja e o cabelo preto. O que eu mais queria dela eu já tenho: o cabelo heheheh Agora só falta todo o resto! Sou louca pra ter os sapatos, as lingeries e o corpitcho da Bettie. Aprender a andar de salto que nem ela também não seria nada mal... Sem dúvidas, é uma das quais eu mais amo e admiro no mundo! + fotos

Dica de filme: Bettie Page Reveals All (2012); The Notorious Bettie Page (2005)

Dita Von Teese
Acho que não existe uma pessoa no mundo que não consiga gostar da Dita Von Teese. Ela tem uma beleza excepcional e, por mais básica que seja a roupa, ela não deixa o glamour de lado! No dia-a-dia ela usa muitos vestidos e saias godê: ou seja, nada que uma costureira não faça! Sempre que aparece, o cabelo segue o mesmo estilo (cacheado e preso de um lado) e sempre bem pretinho. De maquiagem, olho gatinho e batom vermelho são essenciais... E a unha meia-lua já virou marca registrada. + fotos

Dica de livro: Burlesque and the Art of the Teese

Carmen Miranda
Desde que assisti a um vídeo da Carmen, me apaixonei. A mensagem que ela passa pelo olhar e pelos gestos, ninguém mais consegue... Ela expressa felicidade e alegria em todos os movimentos. Assim como todas as minhas outras divas vintage, Carmen também passou por um período conturbado em sua vida mas que não a impediu de brilhar. Além de falar rápido, Carmen e eu possuímos outra coisa em comum: uma louca paixão por sapatos (principalmente os de salto!). Por ser a pequena notável (ela só tinha 1,52 de altura), Carmen nunca abandonou as plataformas e sempre se apresentava com adereços no cabeça, o que dava a impressão de ela ser mais alta. O que eu gostaria de roubar dela é o rosto expressivo, os gestos, os sapatos e os turbantes! Me encantam. + fotos

Dica de filme: Bananas Is My Business (1995); Uma Noite no Rio (1941)

The Vintage Doll
A conheci por intermédio da minha mãe que curtiu a página dela no Facebook!!!! Desde então, acompanho o trabalho dela como modelo e me identifico muito com ela por vários motivos... Ela é super novinha, trabalha na Hot Topic e é magrinha que nem eu! Foi por causa das fotos dela no Instagram que eu pude tomar coragem pra pintar e cortar meu cabelo. As roupas e os photoshoots dela são lindos, bem como seus penteados ♥ Dela eu gostaria de ter o dom pra modelar o cabelo e metade do guarda-roupas já é o suficiente!

Marilyn Monroe
Sem dúvidas, é a mais conhecida... e foi por ela que tudo começou. Uma vez, passeando na Saraiva, resolvi comprar uma biografia dela só por ser dela e, desde então, me apaixonei. A história dela é aquela que te deixa curiosa, instigada... E depois de ler, ainda comprei mais duas biografias! Assim que assisti Os homens preferem as loiras, fiquei apaixonada pelo jeito suave e delicado dela falar e isso foi o que mais me marcou. Outra coisa que eu amo nela é o corpo! Os sutiãs que ela usava deixava os seios com um formato lindo que, combinado com a cinturinha, é o sonho de qualquer mulher!

Dica de livro: Os últimos anos de Marilyn Monroe

Pra mim é muito difícil escolher o que eu gostaria de ter de cada uma delas porque todas tem belezas diferentes e características muito marcantes e não dá pra ser tudo de todas! Mas, sem dúvidas, existem algumas pequenas coisas que eu tento trazer pra minha vida (exceto a suavidade da fala da Marilyn) e um pouquinho de cada já é suficiente pra me fazer feliz.

Minhas divas são as mais conhecidas mesmo porque eu prefiro me inspirar em pessoas da vida real, brasileiras etc e não queria colocar aqui porque acredito que seja meio desconfortável pra uma pessoa normal hehehe Mas de qualquer forma, essas cinco são as que mais me inspiro e as quais eu mais amo de paixão e admiro.

Espero que gostem das minhas divas e não deixem de ler sobre as divas de outras blogueiras que a tag tá demais de linda!!!

Beijão, até a próxima

Saia lápis Yes Retrô!

Há um tempo, quando conheci a marca Yes Retrô, fiquei apaixonada pelos acessórios e roupas da loja! Além dos produtos diferentes, sempre achei o preço bem amigo - o que é muito raro em lojas do segmento - e isso me chamou bastante a atenção. Até que recebi um super convite pra ser parceira da loja e, é claro, fiquei super feliz!

A Yes Retro é uma marca de roupa e acessórios voltados ao público retrô e vintage. Fabrica peças de vestuário, e revende produtos nacionais e importados, trazendo de volta a nostalgia de épocas passadas em produtos repaginados com estilo antigo.

   Casaqueto Retrô                        Bowling Shirt                         Calcinha cintura alta

Gato cofrinho                      Manopla soco inglês                     Santa Zumbi

A marca atende tanto o público feminino quanto o masculino, sem contar que existem vários produtos unissex. O que eu mais gostei na loja foram as camisas masculinas (uma mais linda que a outra!), os objetos de decoração e as fivelas pra cinto. Porém, amei mais do que tudo isso, a saia lápis da loja!

Desde que assisti Grease pela primeira vez, fiquei apaixonada pelo figurino da Rizzo (uma das Pink Ladies) e desde então venho sonhando com um saia lápis preta até o joelho. Quando vi as fotos do site, fiquei com um pouco de receio porque parecia ser diferente do que realmente é. Mas assim que recebi e provei a saia, todas as expectativas foram superadas e fiquei completamente apaixonada! O tecido elástico adeque-se perfeitamente a qualquer tipo de corpo e é de ótima qualidade, sem contar nas costuras que são super bem feitas.

Atualmente, a saia é uma das minhas peças preferidas porque, além de ser super básica e combinar com tudo, é muito elegante! Sem dúvidas voltaria a comprar na loja e ainda aproveito pra indicar pras amigas. ♥


Ah, agora em novembro a Yes Retro completa um ano e como presente, toda semana terá uma peça com 50% de desconto!!!! Curtam a página pra ficar por dentro das novidades.
P/ acessar a página, é só clicar na foto!
Beijocas e até a próxima ♥

Ps: esse é um post publicitário. Os únicos motivos de a loja estar aqui é porque acreditamos que a marca apresentada tem tudo a ver com o nosso público alvo, além de ser uma loja muito atenciosa com seus clientes.

Bettie Bangs!

Apesar de sempre cortar mais ou menos na altura do ombro, sempre desejei ter um cabelo comprido. Sempre achei e acho lindo. A penúltima vez que cortei meu cabelo, em maio do ano passado, eu já pensava em fazer uma franjinha mas ainda não estava preparada pra isso... Então, fiz o mesmo corte de sempre. Depois, cortei pela última vez em outubro e foi a mesma coisa. E ele finalmente cresceu! Realizei meu sonho de ter meu cabelo comprido de novo!

Sinceramente, eu adiei muito porque não queria "chocar" as pessoas com uma mudança tão radical e porque não queria ter trabalho com o meu cabelo. Mas isso definitivamente me encheu o saco. Aquele cabelo comprido e liso com uma saia até o joelho me fazia parecer que estava indo pra igreja. Mas minha ideia sempre passou longe disso... Até que, em um belo dia, eu cansei. Eu tentei fazer um topete com um pente-donut (?) pra fazer topete mas não tinha jeito, ele sempre ficava aparecendo. Foi aí que eu pensei: não dá mais.

Copiei o cabelo da minha avó paterna (costureira, é claro) sem saber!
Depois de muitos argumentos, consegui convencer minha mãe a me deixar pintar o cabelo de preto - isso também significava que eu precisava pintar logo, antes dela desistir da ideia. Mas ainda assim sempre tive aquela dúvida "será que vai ficar bom?". Mas depois de ouvir a opinião da melhor cabeleireira da cidade e de algumas amigas, eu resolvi tentar! Quando marquei, apesar de ter ficado super ansiosa, achei que não iria gostar da cor nem do corte. Mas eu já tinha chegado no limite da Santa Paciência e precisava fazer, ficando bom ou não.

E após uma contagem regressiva de 12 dias, eis o resultado...
Cortei mais ou menos uns 10cm do meu cabelo (que foram doados pro Instituto Neo Mama ♥) e finalmente pintei de preto. Quando eu me olhei no espelho de franja e com o cabelo escuro, eu quis chorar - mas de alegria! Acho que nunca me senti tão eu em toda a minha vida!

Desde 2010 eu corto meu cabelo com a Cris, no Hot Hair e todas as vezes que saí de lá, saí muito feliz com o resultado - mesmo que fosse só um corte. O salão Hot Hair fica aqui em Santos e é especializado em coloração, cortes desfiados e penteados retrô. Pra ser sincera, confio mais na Cris do que em mim quanto ao quesito cabelos! Então, se algum dia vierem pra cá, não deixem de marcar lá porque é sensacional ♥

O objetivo desse post, além de ,é claro, mostrar meu cabelo, é encorajar quem tá lendo. Eu não sou o melhor exemplo pra isso (afinal, eu esperei um ano e meio até acontecer) mas eu passei por cima da opinião de muita gente muito próximas a mim e fiz o que queria fazer. Nem sempre as mudanças dão errado e, quando dão certo, dão muito certo! Então é sempre bom deixar o medo de lado e agir "sem pensar" porque o resultado pode sair melhor que o esperado. Fiquei muito feliz com o novo comprimento e, é claro, por fazer alguém feliz com a minha doação. A cor também me agradou muito e, por incrível que pareça, eu nem estranhei muito quando me olhei no espelho pela primeira vez. Sem dúvidas, será meu cabelo por pelo menos mais uns 5 anos! hehehehe

Não deixem de curtir a página do Hot Hair no Facebook!

Beijão, até mais!

Inspiração: Joia Rara

Se tem uma coisa em que a Globo capricha nas novelas, sem dúvidas é no figurino. As novelas de época são muito bem retratadas por meio deles e com Jóia Rara não foi diferente: todas as personagens vestiam roupas deslumbrantes e algumas bem fáceis de copiar! O figurino da novela é inspirado nos anos 30 e 40, com direito a muito glamour, casquetes e cintura marcada. O batom vermelho, as unhas meia-lua e os cabelos cacheados não foram deixados de lado. Mariana Ximenes interpretou um papel magnífico e, como sempre, maravilhosa, me lembrou muito a Marilyn fisicamente. Além dela, todas as outras personagens vestiram figurinos impecáveis que devem ser lembrados e, é claro, copiados!

Se cada personagem pode ser reduzido a um adjetivo, o papel de Mariana Ximenes se reduziria ao glamour. Todas suas combinações tinham ao menos uma peça brilhante (na maioria das vezes douradas), seja nos fios da camisa ou na roupa inteira. Para a época, Aurora sem dúvidas foi uma mulher de personalidade forte e muito ousada, se inspirando em atrizes hollywoodianas como Rita Hayworth e é claro, no tão conhecido Moulin Rouge. E nem mesmo no casamento deixou os brilhos de lado! O vestido assinado pelo estilista Samuel Cisnaski tem cauda dupla e é todo de tule, com muita renda e bordados. Sua marca registrada também é a unha meia-lua (feita com esmalte branco por baixo e preto por cima) e o cabelo sempre platinado. (Mais fotos e informações aqui e aqui)

É fácil perceber que o figurino da personagem Iolanda (interpretada por Carolina Dieckmann) tem muitos, muitos vestidos de veludo. Segundo a figurinista Marie Salles para a Globo Show, ela entende que "Iolanda é a boneca de Ernest. Ele compra suas roupas e suas jóias. Para dar uma impressão de prisão, as roupas são justas e os cabelos são presos. Tudo sem muito movimento. Os vestidos justos não eram comuns na época, mas foram escolhidos para dar esse clima de claustrofobia." Tudo muito bem pensado, né? Não sei porque mas esses modelos, principalmente por serem de veludo, me dão agonia mesmo! O figurino foi inspirado em socialites dos anos 40 e a maioria deles possuem detalhes drapeados e ombreiras. Um acessório que a personagem adora, sem dúvidas são os casquetes! Assim como Aurora, ela também é adepta das unhas meia lua e do batom vermelho. (Mais fotos e informações aqui.)

O figurino de Lola Gardel (Leticia Spiller) foi inspirado em estrelas do cinema como Jean Hallow e Carmen Miranda! Sempre muito extravagante, os vestidos de babados são os preferidos da personagem - e claro, sempre muito coloridos. A cintura marcada e os acessórios de cabeça também são obrigatórios! Lola adora misturar cores e muitos acessórios gigantescos e consegue não ficar cafona. A dica é sempre misturar cautelosamente pra ficar linda ao invés de pecar :) (Mais fotos e informações aqui.)

Sempre com roupas escuras e mix de décadas, a calça pantalona, saia lápis, tailleur estruturado e basques (atualmente conhecidos como peplum) são alguns dos itens preferidos da vilã Silvia (interpretada por Nathalia Dill). O figurino usado pela atriz que foi inspirado nas estilistas Coco Chanel e Elsa Schiaparelli bem como nas atrizes de Hitchcock, também conta com ombros estruturados e cintura marcada. Os tons sempre escuros servem para representar o quão fria e calculista Silvia é. Olhos escuros, batons vinho, francesinha invertida com pontas vermelhas e coques simples também fazem parte do visual. Pra copiar, estampas inspiradas no art déco e pantalona podem ser usados no dia-a-dia sem medo de errar! (Mais fotos e informações aqui e aqui.)

Apesar de nunca ter assistido a sequer um capítulo da novela, não tenho como negar que gosto do figurino porque é impossível! Tudo muito bem pensado e combinado de acordo com a personalidade de cada personagem, o que torna tudo muito real e maravilhoso. Quem não conhecia a novela ou nunca chegou a procurar nada, sem dúvidas vai ficar louca por tudo! No site da Globo existem várias páginas sobre o estilo dos personagens e inclusive alguns capítulos então não tem como deixar de lado!

Espero que tenham gostado da dica e peço um milhão de desculpas por tanto tempo sem postar! Estou cursando o último ano do Ensino Médio e tenho muito trabalho e lição pra fazer, o que acaba limitando muito o meu tempo. Acredito que assim que apresentar tudo o que devo, conseguirei escrever mais aqui.

Beijocas e até a próxima ♥

Sobre o blog

I'm Cherry Bang Copyright © 2013 - Designer by Papo Garota,Programação Emporium Digital